Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

"Eu e Tu" de Niccolò Ammaniti - Opinião

por Tânia Tanocas, em 19.07.17

Quarta leitura do #bookbingoleiturasaosol
Categoria: "Juvenil / YA"

38.jpg

Opinião:

Este livro baralhou por completo a escolha da categoria a preencher, inicialmente, estava destinado ao prémio literário, mas depois de o ler achei que se encaixava perfeitamente na categoria Juvenil / YA.

 

"Mimetismo batesianoverifica-se quando uma espécie animal inóquia usufrui da sua semelhança com uma espécie tóxica ou venenosa que vive no mesmo território, chegando mesmo a imitar a sua coloração. Deste modo, na mente dos predadores, a espécie imitadora é associada à espécie perigosa, aumentando assim, a sua possibilidade de sobrevivência."

 

O livro inicia 10 anos depois dos acontecimentos, retornando de seguida ao passado.
O nosso protagonista é Lourenzo, um jovem de..., anos vai relatando como é o seu dia a dia no liceu (particular) e em seguida a transferência para uma escola pública, o jovem tem e sempre teve problemas de relacionamento na escola, sente-se bem com o seu isolamento, mas isso acarreta consequências para a sua vida, um dia vê um documentário sobre os insectos miméticos e começa a comportar-se como eles.

 

É um garoto que é tão sufocado pela protecção maternal que um dia conta-lhe que uma amiga o convidou para uma semana de férias na montanha. A mãe fica de tal maneira extasiada que ele não tem coragem de dizer que se trata de uma mentira...

 

Lourenzo, vai assim ter uma semana em que se sente feliz, a fazer aquilo que ele gosta e acima de tudo, Lourenzo vai poder ser quem realmente ele é , mas alguém vai descobrir a sua mentira e estragar o seu paraíso. Esse alguém também deseja ajuda e compreensão, será que Lourenzo vai ser capaz de suportar uma intrusa e dar-lhe o devido auxílio necessário?

 

Gostei da premissa do livro, mas achei que lhe faltou bastante por contar e desenvolver, fiquei com a sensação de que estava a ler o guião de um capítulo de novela e que abruptamente terminou, deixando o espectador em suspenso...
Acima de tudo, acho que é uma leitura que se adequa aos leitores mais jovens, nem que seja para terem a noção de entreajuda e de como enfrentar alguns problemas sociais...

 

"Porque é que tinha de andar na escola? Porque é que o mundo funcionava assim? Nasces, vais à escola, trabalhas e morres. Quem tinha decidido que aquele era o modo certo de viver? Não se podia viver de maneira diferente?"

 

"Mas, quanto mais eu encenava esta farsa, mais diferente me sentia. O abismo que me separava dos outros tornava-se cada vez maior. Sozinho senti-me feliz, com os outros tinha de fingir.
Este facto, por vezes, afligia-me. Teria de os imitar para sempre?"

3-estrelas.jpg

Ammaniti_by-Simona-Caleo-UberAura.jpg

 

 

 

Niccolò Ammaniti nasceu em Roma, cidade onde vive, e é um dos mais conceituados autores italianos da actualidade. Os seus livros são enormes sucessos de vendas internacionais e estão publicados em quarenta e quatro países.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:40

Tag... "Títulos de Livros"

por Tânia Tanocas, em 14.07.17

 

cabeca-humana-como-um-livro-aberto_23-2147509213.j

Já tinha visto esta tag respondida no YouTube e adorei o resultado final, hoje vi as respostas no blogue da Isaura e decidi que a iria fazer...

 

Poderá o título de um livro definir o que somos ou sentimos? Claro que sim e o resultado final é bastante surpreendente e revelador, espero que gostem de conhecer mais um pouco de mim através dos "Títulos dos Livros"...

 

1) Título que representa a história da tua vida:

Quase todos os dias esta sensação surge, sempre foi assim e continua... 

IMG_20170712_190642.jpg

 

2) Título que representa o fim-de-semana perfeito:

Pode ser Verão, mas se for no Inverno ainda melhor, é sempre perfeito um fim de semana com vista e som de Mar... 

IMG_20170712_190711.jpg

 

3) Título de uma aventura que gostarias de embarcar:

Gostava de embarcar na aventura de viver numa ilha, completamente isolada só com a companhia dos livros... 

IMG_20170712_190809.jpg

 

4) Título que gostavas que fosse o nome do/a teu/tua filho/a:

Adoro o nome de Hugo... 

IMG_20170712_190728.jpg

 

5) Título da tua profissão ideal:

Desde muito nova, que gostava de ter sido arqueóloga, depois surgiu a fase de querer ser médica legista, enfim, qualquer coisa que ajudasse a encontrar ou identificar mortos/ossos,etc... 

IMG_20170712_190830.jpg

 

6) Título que descreve a tua vida amorosa:

O título diz mesmo tudo... 

IMG_20170712_190957.jpg

 

7) Título de questões que fazes a ti própria:

Tantas vezes me pergunto, o que se passa com o meu tempo, acelera quando deve parar e para quando deve acelerar... 

IMG_20170712_191237.jpg

 

8) Título de um reino que queres dominar:

Adorava dominar o reino de grandes bibliotecas, algumas recheadas de muitas histórias e fantasmas... 

IMG_20170712_190931.jpg

 

9) Título que darias à tua banda:

Solstorm (Aurora Boreal) 
Achei o título muito apelativo... 

IMG_20170712_191020.jpg

 

10) Qual é o teu actual estado de espírito:

Está um calor que não se pode e para fazer ligação a esta trilogia, também tenho o estômago a latejar de fome... 

IMG_20170713_160933.jpg

 

11) Cor preferida:

Não consegui encontrar nenhum título com nome de cor, mas acho que toda a gente sabe de que cor é a Cal... Branco, uma das minhas cores favoritas... 

IMG_20170712_191037.jpg

 

12) Descreve a tua booktube bestien:

Apesar de não ter nenhuma amizade pessoal, apenas (esporadicamente) comento alguns vídeos, é incrível como é que uma pessoa entra na nossa vida e nos diz muito mais do que as amizades físicas, quantas vezes dou por mim a falar sozinha enquanto assisto aos seus vídeos, quantas vezes desejava poder ter um contacto mais pessoal, mas enfim, paciência, o que é certo é que esta pessoa "estará sempre comigo" (quer ela queira, quer não)... Books & Movies... 

IMG_20170712_191056.jpg

 

13) Qual é a tua opinião de 2017 até agora:

2017 está a ser um ano normal dentro dos parâmetros habituais, o único contratempo foi o falecimento do meu avô paterno no mês passado, por isso acho que este título é mais do que adequado... 

IMG_20170712_191116.jpg

 

14) Local para onde queres viajar:

Adorava conhecer a Polónia e sentir qual é o ambiente e a sensação de estar em Auschwitz... 

IMG_20170712_191134.jpg

 

15) Qual o teu estado civil:

Não sei explicar, mas tenho a certeza de que o meu actual relacionamento (já com 16 ano de vida) será eterno... 

IMG_20170712_190849.jpg

 

16) Quais os teu planos de verão:

Os meus planos para o Verão são, trabalhar e amealhar o máximo possível, para no Inverno fazer a minha vingança... 

IMG_20170712_191155.jpg

 

17) Objectivos para 2017:

Continuar por aqui com saúde, como uma guardiã invisível... 

IMG_20170712_191216.jpg

 

Como não sei quem já respondeu ou quem gostaria de responder, considerem-se todos convidados para fazer esta Tag. Vão ver que é um exercício muito produtivo e revelador, eu adorei... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:57

Myself... #5

por Tânia Tanocas, em 13.07.17

#5.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:43

Terceira leitura do #bookbingoleiturasaosol
Categoria: "Autor Lusófono"

37.jpg

 

Opinião:

Confesso, sou chorona por natureza, mas este pequeno livrinho deu cabo do meu stock de lágrimas, acho que nunca tive uma leitura tão chorosa quanto esta, em determinados momentos, queria ler e não conseguia, de tão turvados que estavam os meus olhos...

 

A primeira edição deste livro foi em 1968 (quase a completar meio século de vida), nessa altura (e até mesmo agora), ser criança nem sempre era (é) fácil, mas ser criança numa família numerosa e extremamente pobre pior ainda...

 

É isso que vamos aprender com o Zezé, um menino de cinco anos, o pai está desempregado, só a mãe trabalha num fábrica para sustentar a família, por vezes toma conta do irmão mais novo (Luís) tornando-se o seu protector para que este não sinta a mesma falta de carinho, traquinas como todos os meninos da sua idade, mas totalmente incompreendido, tornando-se o alvo perfeito das descargas emocionais dos mais velhos, sendo até considerado um diabo, termina (quase) sempre como se de um saco de pancada se tratasse, um dia conta o seu segredo, inexplicávelmente aprendeu a ler, em vez de ser apoiado, vai ser "despachado" para a escola e continuar a vaguear pelas ruas ao Deus dará.

 

Mas as traquinices estão sempre presentes na sua vida e é assim que as conversar secretas com o seu Pé de laranja Lima (Minguinho), a sua interminável imaginação, a ligação com o Ariovaldo, a adoração da sua professora Cecilia ou a improvável amizade com o Manuel Valadares (o português) vão alterar por completo a sua vida.

 

Zezé, procura constantemente compreensão, carinho e amor dentro da sua casa, mas infelizmente a sua procura só vai ser realizada fora de portas, por meros desconhecidos ao ponto de ele guardar para si o segredo dessas amizades para não correr o risco de elas se desfazerem. Mas nada dura para sempre e Zezé irá sofrer como ninguém imagina uma dor bem maior do que a falta de carinho recebido até aí...

 

Um excelente hino à amizade, à incompreensão, até mesmo à falta de disponibilidade por parte da família em acompanhar o crescimento e necessidades desta criança, quantas crianças por este mundo fora não se chamarão Zezés...

 

"Pensei na fábrica um momento. Não gostava dela. O seu apito triste de manhã tornava-se mais feio às cinco horas. A fábrica era um dragão que todo o dia comia gente e de noite vomitava o pessoal muito cansado."

 

"- Olha Minguinho, não precisa ficar desse jeito. Ele é o meu maior amigo. Mas você é o rei absoluto das árvores, como o Luís é o rei absoluto dos irmãos.
Você precisa saber que o coração da gente tem que ser muito grande e caber tudo que a gente gosta."

 

"- Mas tu também não disseste que me matavas?
- Disse no comêço. Depois matei você ao contrário.
Fiz você morrer nascendo no meu coração.
...
- Adeus?
Sério. Você vê, eu não presto para nada, estou cansado de sofrer pancada e puxões de orelha. Vou deixar de ser uma boca a mais..."

5-estrelas.jpg

jose-mauro-de-vasconcelos-l.jpg

 José Mauro de Vasconcelos, escritor brasileiro, descendente de portugueses, nascido em 1920, no Rio de Janeiro, e falecido em 1984. Depois de ter tido várias profissões, viajou pelo interior do país, região que inspirou quase toda a sua obra. Um dos seus romances mais famosos, O Meu Pé de Laranja Lima , tornou-se o exemplo vivo da presença do tema da infância na sua escrita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:40

Segunda leitura do #bookbingoleiturasaosol

Categoria: "BD"

35.jpg

Opinião:

Conheci o Armandinho, quando um dia me deparei com esta tirinha, a partir dai fiquei fã...

armandinho1.jpg

 

Algures (acho que foi no Goodreads) li uma opinião que descrevia o Armandinho como uma mistura de Mafalda e Calvin & Hobbes, e é essa também a minha opinião.

 

alexandre_beck-tiras_do_armandinho_04.png 

Armandinho não gosta da escola, de comer, tomar banho e arrumações...

 

 

00a4877d.jpg

 Adora doces, comidas nada saudáveis, animais, natureza, ver TV e jogar videogame...

 

feecba9dd59e8f83c6dd861a330322a1.jpg

Não compreende algumas atitudes dos humanos, principalmente a falta de tempo dos pais para com ele...

 

Tem um raciocínio de criança, mas que deixa qualquer adulto sem palavras, principalmente a sua argumentação. Apesar das tiras serem facilmente encontradas na Internet, adquiri estes dois exemplares em papel, quando terminei o Armandinho zero, não me contive e devorei logo de seguida o Armandinho um.

 

Ainda não sei se irei completar o resto da colecção (Armandinho vai evoluindo e eu gosto da sua evolução, cada vez mais preocupado com o meio ambiente e questões sociais), mas de uma coisa tenho a certeza, o Armandinho já conquistou o meu coração e de lá não irá sair...

4-estrelas.jpg

Alexandre-Beck.jpg

 

Alexandre Beck passou pelas faculdades de agronomia (sempre foi um grande apreciador do meio ambiente, e dos animais), publicidade e jornalismo. Numa busca para se encontrar , que contrasta com a certeza absoluta da sua vida: a paixão por desenhar.
Em 2002 surgiu uma vaga num jornal para fazer tirinhas e então criou os seus personagens. Alguns eram baseados em amigos seus. Alexandre ocupava a metade de um dia a fazê-los. 

Em 2010, pediram-lhe três tirinhas para uma matéria sobre economia onde os pais conversavam com as crianças. Assim nasceu o Armandinho.

O nome do Armandinho foi escolhido num concurso. Segundo o vencedor, este nome deve-se ao facto do personagem sempre está armando algo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Próxima Opinião...


Estou a Ler...



Goodreads

2017 Reading Challenge
Tânia Tanocas Já leu 39 livros... A meta é de 50 livros...
hide




Mensagens