Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


"Hiroshima" de John Hersey - Opinião (5/2018)

por Tânia Tanocas, em 22.01.18

5.jpg

Opinião:
O mundo ainda estava a conhecer as atrocidades do regime nazi, quando também os Estados Unidos decidiram mostrar a sua" força" e o desamor para com o ser humano...

 

6 de Agosto de 1945 - 08h:15m - Hiroshima ➡ Sobre a sétima cidade mais importante do Japão a 580 metros acima do centro de Hiroshima uma bomba de urânio 235 explode. Dos 350 mil habitantes estima-se que perto de 189 mil pessoas tenham morrido.
9 de Agosto de 1945 - 11h:02m - Nagasaki ➡ Cidade com 250 mil habitantes, uma bomba de plutónio 239 falha o alvo e cai na periferia, mesmo assim consegue devastar perto de 103 mil pessoas.
Estes são os factos cronológicos e científicos.

 

O que encontramos neste livro vai muito mais além, são a compilação de seis relatos de habitantes de Hiroshima reunidos pelo repórter de guerra John Hersey (vencedor do prémio Pulitzer de 1944). Seis pessoas aleatórias foram escolhidas, não pelo seu dramático depoimento e sobrevivência, mas simplesmente pela qualidade dos seus testemunhos. "A bomba atómica matou cem mil pessoas e estas seis contavam-se entre os sobreviventes. Ainda se interrogam por que sobreviveram elas quando tantas outras pareceram."

 

Gostei bastante de conhecer estes relatos, quem por ventura achar que este é um livro lamechas está enganado, este é um depoimento cru e duro, tal como a verdade de quem os viveu, o descrédito e o desamparo daquelas pessoas são tão angustiantes que para nós (vivendo em pleno século XXI) até parece sub humano tais relatos.

Achei que esta edição poderia eventualmente conter algumas imagens para nos elucidar dos acontecimentos e sobreviventes.

litle-boy-fatman-hiroshima-nagasaki-864x400_c.jpg

nintchdbpict000000590070.jpg

hiroshima_nagasaki18.jpg

É triste pensar que tantas pessoas sofressem para que uma nação pudesse fazer deles cobaias, mas infelizmente é essa a ideia que cada vez mais prevalece.
72 anos depois o ser humano teima em não aprender nada com a história, apenas prevalece o egocentrismo, a luta pelo poder e a descrença num futuro onde reine a paz.

"Com base nas investigações das últimas décadas, mesmo os ensaístas universitários americanos chegam cada vez mais claramente a uma conclusão: as bombas de Hiroshima e Nagasaki foram uma demonstração estratégica de força, dos Estados Unidos contra a URSS, na luta pela supremacia mundial."

 

No final desta leitura fiquei com uma questão por responder: Porque Hiroshima e Nagasaki não ficaram isoladas, tal como aconteceu em Chernobyl? Respostas que surgiram na pesquisa que fiz. Achei as respostas aqui...

4.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00



Mais sobre mim

foto do autor


Estou a Ler


goodreads.com

Goodreads

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Tânia has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide


Lidos 2018



Tânia Tanocas's favorite books »




Mensagens



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D