Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


24.jpg

Primeiro livro lido do mês de abril, um livro curtinho com apenas 86 páginas, lê-se em menos de duas horas. Não conta para o desafio #livrosnoecra porque não existe nenhuma adaptação do mesmo (pelo menos que eu tenha conhecimento).


Este livro foi a minha primeira descoberta literária desde que descobri novos blogs por aqui, nomeadamente o blog "Desabafos da Mula", onde vi pela primeira vez este livro.

Nem sei bem o que dizer desta leitura, pois o facto de ser pequeno condiciona um pouco aquilo que se pode dizer para não "spoilar" ninguém.

 

Primeiro achei que o título é altamente revelador, talvez algo como "a contadora de sonhos" seria bem mais adequado para o leitor ser apanhado de surpresa. Mas desenganem-se que fica a saber tudo através do título / sinopse, a estória vai muito mais além daquilo que imaginamos e neste aspecto adorei ser surpreendida o que fez com que adorasse ainda mais este livro.

Maria Margarida, é a filha mais nova de cinco irmãos, também é a nossa protagonista e narradora, através dela iremos conhecer a sua família e como o amor pelo cinema alterou completamente a sua vida.

 

Foi estranho ler algo que se passou numa época em que o cinema era uma das poucas distrações culturais e que não era acessível a todas as pessoas. Hoje em dia temos o cinema, televisão, Internet, etc. Por isso é imprescindível conseguir colocar toda essa tecnologia de parte para nos concentrarmos exclusivamente naquilo que Maria Margarida nos vai transmitindo.

Uma estória crua, que expõem a vivência (que poderia) ser a de uma qualquer família extremamente pobre do povo Chileno. O sofrimento e submissão do povo mais fraco em relação ao mais rico, as alegrias e as tristezas, as desilusões e as conquistas desta família vão fazer com que rapidamente nos esquecemos do desapontamento do título.

 

Gostei muito de fazer esta leitura, a escrita do autor é bastante prazerosa e gostava de ter oportunidade de ler mais livros do autor, porque apesar de ter adorado acompanhar a aventura de Maria Margarida, confesso que me soube a pouco.

4-estrelas.jpg

HERNAN-RIVERA-Escritor-Chileno.jpg

 

Hernán Rivera Letelier nasceu no Chile em 1950. Catapultado para a fama com o romance A Rainha Isabel Cantava Rancheras, é autor de diversos romances multipremiados que se encontram publicados em vários países. Em 2001 foi nomeado Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras pelo Ministério da Cultura de França.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41


8 comentários

Sem imagem de perfil
Olá Tanocas,
Que livro lindo! Li este livro o ano passado e adorei. Muito bonito mesmo!!
Beijinhos e boas leituras
Imagem de perfil

Tânia Tanocas a 24.04.2017

Também gostei muito, principalmente por ser um livro que não é tão comentado...
Preciosidades que se vão perdendo e eu adoro ser surpreendida com estas descobertas...
Beijokas e boas leituras.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor






Mensagens



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D