Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


3.jpg

Opinião:

Nunca estive tão indecisa em avaliar um livro, como aconteceu com este, pelo tema abordado daria sem sombra de dúvida 5⭐, mas pela forma YA (young adult) como é escrito daria 3⭐.
Ultimamente não tenho tido um grande amor pelos livros YA, por vezes abordem temas de grande importância, mas numa forma bastante adolescente, se calhar sou eu que não tenho paciência para os "caprichos" dos mais novos, por outro lado é bom que os jovens se mostrem interessados neste género de livros, não apenas por mero prazer da leitura, mas para assimilar e tirar as suas próprias ilações dos temas abordados.
Por norma, lemos para nos instruir e não para praticarmos os mesmos erros.

 

O racismo é o tema principal, mas existem outros enredos bastante interessantes, as lutas entre os gangues rivais, a união familiar e a questão de se renunciar, ou não ao que nós somos.

 

Star vive com a família num bairro negro, altamente problemático, estuda numa escola fora do bairro, ela própria tem de adoptar duas personalidades, para encarar as duas realidades vividas tão diferentes uma da outra, a viver num bairro onde em cada esquina existe a hipótese de perigo constante, sempre foi instruída e protegida pelos pais quando fosse abordada por um agente da autoridade ou qualquer outro tipo de perigo:


"Mantenha as mãos à vista.
Não faça movimentos repentinos.
Só fale quando falarem com você"

 

Star estava alertada, mas o seu amigo de infância não, acabando por ser vítima da sua própria ignorância, Khalil sucumbe à bala diferida por um policia, Star é a testemunha principal para que o amigo tenha a máxima justiça, mas vai ter de enfrentar duras batalhas e barreiras bem mais difíceis do que a morte.

 

Houve momentos que me revoltou, outros que me fizeram sorrir, mas acima de tudo adorei a força de vontade de dar a volta por cima, um exemplo de que a união por vezes não muda nada, mas sem dúvida que nos dá força para seguir em frente.
Fiquei frustrada com a recta final, mas é assim mesmo a realidade, nem sempre a justiça é como desejamos... 

4.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00



Mais sobre mim

foto do autor


Estou a Ler


goodreads.com

Goodreads

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Tânia has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide


Lidos 2018



Tânia Tanocas's favorite books »




Mensagens



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D