Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


9.jpg

Opinião:

Desilusão, é a palavra que mais define esta leitura...

 

Depois de ter lido "Porque Escolhi Viver" da Yeonmi Park, fiquei um pouco angustiada com o modo de sobrevivência destes habitantes... Por isso já tinha vontade de ler este livro há algum tempo, mas o facto de custar 22€ (já com 10% de desconto), e de nunca o ter encontrado em promoção (nem mesmo na feira do livro de Lisboa) fez com que adiasse esta mesma vontade, por isso quando o vi na biblioteca tive mesmo de o trazer comigo, depois da leitura só fiquei contente por nunca ter cedido e pagar o preço pedido por ele, pois para mim não vale o preço exigido...

 

Liderado por um narcisista e completamente chanfrado da cabeça, com uma ideologia política muito aquém da desejada democracia, este país nos últimos tempos tem estado na ordem do dia, e só por motivos negativos, até mesmo esta participação nos jogos olímpicos, no meu entender, traz água no bico...

 

Ao ler estas 184 páginas foi como se andasse às voltas no mesmo sítio, não sei, esperava outra coisa desta BD, em vários momentos pensei que o protagonista fosse o único habitante de Pyongyang.

 

Acho que foi o tipo de traço usado nos desenhos, demasiado simples, sem grandes referências para poder fazer a imagem falar por si só, quer dizer, acho que as pessoas de Pyongyang não são propriamente as pessoas mais comunicativas do mundo, mas será que havia necessidade de as suprimir dos desenhos? Já são tão ignoradas pelo seu "carrasco", será que não havia maneira de lhes dar alguma visibilidade nesta história!...

 

Acabou por ser uma biografia muito pessoal, virada exclusivamente para descrever os dois meses que o autor passou a trabalhar na Coreia do Norte e o que fazia (ou não) nos seus tempos livres, o autor é colaborador do Estúdio de Animação SEK (Scientific Educational Korea)...

 

A única coisa positiva (se é que podemos chamar de positivo), foi (tentar) compreender que Kim Jong-un, quer fazer do seu país, mais propriamente Pyongyang, um paraíso para quem o visitar, um lugar capaz de rivalizar com muitas das cidades democráticas por este mundo fora, um reino construído por dois ditadores (pai e filho) do pior que pode existir, mas a intenção só não chega, e aliás de paraíso aquilo não tem nada!...

 

Uma das ilações retiradas desta leitura é que a Coreia do Norte é um país que não me transmite nada culturalmente, só tenho pena dos milhares de habitantes que sofrem diariamente para tentar sobreviver a mais um dia de vida miserável...

3.jpg

2.jpg

1.jpg

2.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00



Mais sobre mim

foto do autor


Estou a Ler


goodreads.com

Goodreads

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Tânia has read 0 books toward her goal of 50 books.
hide


Lidos 2018



Tânia Tanocas's favorite books »




Mensagens



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D